Azulejista

Tela Branca

TELA BRANCA, 2006

Ação: instalar uma tela translúcida com luz no 11. andar do edifício AIP (Associação da Imprensa de Pernambuco).

Montagem: plástico, lâmpadas, madeiras.

Trabalho: a instalação da tela iluminava a noite do centro de Recife. Neste prédio funcionou por mais de 30 anos uma sala de cinema no 13. andar. Quando comecei a realizar o projeto, explicado mais à frente, a sala foi fechada. A intervenção/instalação resultou de um período de dez meses, quando fui contemplada com uma Bolsa de Produção e Pesquisa em Artes da Fundarpe/Pernambuco. O que surgiu foi um trabalho em termos de um serviço público, chamado “Serviço Público: AIP IAB MAC” composto por uma exposição no MAC e esta intervenção. O projeto (re)ativa uma série de narrativas ao redor da descoberta de um Museu, uma Associação e um Instituto. Mapeamento e arquivamento são ferramentas de pesquisa e relação com as cidades de Recife e Olinda. A narrativa, a imagem, o cinema e o passado alheio são elaborados com a realização da instalação e da intervenção, que incorpora vídeos, fotografias, textos, objetos recolhidos (foto à direita, em cima) entre outros….

Realização: No Prédio da AIP, centro de Recife, 2006.  Exposição no MAC – Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco, setembro de 2006.

Vídeo: A Tela Branca, realizado para o festival “Se repete como farsa” [link]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: